Organização do trabalho: sugestões RBE

Considerando a necessidade de colaborarmos todos com o esforço coletivo de contenção da propagação da doença covid-19 e de manter alguma normalidade numa conjuntura completamente inédita, a Rede de Bibliotecas Escolares publica algumas sugestões relativas à organização do trabalho dos professores bibliotecários durante o período de encerramento das escolas.

Sugere-se que o trabalho dos professores bibliotecários se organize, como habitualmente, em torno de duas grandes áreas: técnica e pedagógica.

1. APERFEIÇOAR A PRESENÇA EM LINHA DAS BIBLIOTECAS, FOCANDO-SE NOS SEUS SERVIÇOS A DISTÂNCIA.

2. COLABORAR COM A ESCOLA E AS FAMÍLIAS NO SENTIDO DE PROPOR ATIVIDADES SIGNIFICATIVAS PARA A OCUPAÇÃO DOS ALUNOS ENQUANTO ESTÃO SEM AULAS:

• Divulgação de textos em-linha;
• Divulgação de materiais de leitura digitais e das respetivas hiperligações;
• Discussões sobre temáticas várias (síncronas ou assíncronas);
• Concursos
• (…)

3. FERRAMENTAS DE VIDEOCONFERÊNCIA E TRABALHO EM LINHA:

• https://duo.google.com/
• https://classroom.google.com/
• https://zoom.us/
• https://www.circuit.com/
• https://jitsi.org/
• https://web.skype.com/
• https://web.whatsapp.com/
• https://whereby.com
• https://www.webex.com/

4. PLATAFORMAS DE APRENDIZAGEM INTERATIVA:

• Escola virtual: https://www.escolavirtual.pt/ – disponível em acesso livre
• Aula digital: https://auladigital.leya.com/ – disponível em acesso livre

5. PUBLICAÇÕES EM ACESSO LIVRE

• Coleção «O Essencial Sobre…» https://www.incm.pt/portal/livros_edicoes_gratuitas.jsp

 

Estas sugestões encontram-se em atualização.

http://rbe.mec.pt/np4/2521.html

Lá diz o povo e… com razão…(III)

Bem, para começar…antes tarde do que nunca! 😉

Em março…

“Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida.”

“Não há melhor negócio que a vida: obtém-se a troco de nada.”

“A língua resiste porque é mole, os dentes cedem porque são duros.”

“As dificuldades são como as montanhas: só se aplainam quando passamos por cima delas.”

“Pouco se aprende com a vitória, mas muito mais com a derrota.”

“Quem comprar o que não precisa, venderá o que precisa.”

“Longa viagem começa por um passo.”

“Só percebemos o valor da água depois que a fonte seca.”

Em fevereiro…

“O amor querido é amor batido”
“Amores arrufados, amores dobrados.”
“Filho sem dor, mãe sem amor.”
“Mãos frias, amores todos os dias.”
“Mãos quentes, amores ausentes.”
“Quem namora pelo fato, leva o Diabo ao contrato.”
“Sorte ao jogo, azar no amor.”
“Velho e namorado, cedo enterrado.”
“Não há pior inimigo que um falso amigo.”
“Difícil é ganhar um amigo numa hora, fácil é ofendê-lo num minuto.”

Em janeiro …

“Do Natal a janeiro, um salto de carneiro”
“Janeiro quente traz o diabo no ventre”
“Trovoada em janeiro, nem bom prado, nem bom palheiro”
“Não há luar como o de janeiro, nem amor como o primeiro”
“Chuva em janeiro e sem frio, vai dar riqueza ao estio”
“Água em janeiro vale dinheiro”
“Formosa sem amor é como sol de janeiro, que sempre anda atrás do outeiro”

Recomeça….

 

Sísifo

 Recomeça....
Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças...

Miguel Torga TORGA, M., Diário XIII.

 

Lá diz o povo e…com razão…(II)

Em dezembro…

“Descansa em dezembro para trabalhares em janeiro.”

” Dezembro frio, calor no estio.”

“Dezembro quer lenha no lar.”

” Em dezembro a chuva e em agosto a uva.”

” Em dezembro lenha e dorme.”

” Em dia de Santa Luzia onde o vento fica de lá aporfia.”

“Inverno geral é sempre um mês antes do Natal.”

” No Santo Ambrósio, frio para oito dias.”

“Por São Nicolau, neve no chão.”

“Tudo vem a seu tempo e os nabos pelo Advento.”

Concurso Nacional de Leitura – fase escolar

No passado dia 14 de novembro, 160 alunos do Agrupamento de Escolas D. Maria II participaram na 14.ª edição do Concurso Nacional de Leitura – fase escolar.
Os alunos inscritos leram uma obra previamente selecionada e no dia realizaram a prova de conhecimentos composta por duas partes, uma com questões de escolha múltipla e outra com uma questão de desenvolvimento. O 1.º ciclo leu o conto “O Segredo do Rio” de Miguel Sousa Tavares, o 2.º ciclo leu “Ulisses” de Maria Alberta Menéres, o 3.º ciclo leu “O Conto da Ilha Desconhecida” de José Saramago.
Os alunos da Escola Sede tiveram a oportunidade de realizar a primeira parte da prova de conhecimentos utilizando o programa Socrative e recorrendo a diferentes suportes tecnológicos, nomeadamente computadores, tablets e smartphones.
Os alunos do 2.º e 3.º ciclos da Escola Básica de Vale do Este e da Escola Básica D. Maria realizaram a prova de conhecimentos nas respetivas bibliotecas, assim como as escolas do 1.º ciclo com biblioteca escolar. Os alunos das restantes escolas realizaram-na em espaços adequados.
Desta fase serão apurados dois alunos por ciclo para a fase municipal.
Todos os participantes foram contemplados com o respetivo certificado de participação e com uma história da coleção Formiguinha.