Biblioteca de Arnoso: OFICINA DE CALIGRAFIA, PINTURA E DOBRAGEM DE PAPEL

No âmbito do projeto Leituras d’Oriente e d’Ocidente “De Arnoso vê-se o Oriente”, as docentes Peng Bing, Shi Wangxinhei e Bárbara Araújo do Instituto Confúcio da Universidade do Minho proporcionaram à turma do 5º H oficinas de caligrafia chinesa, pintura chinesa e de recortes chineses. Ao longo de duas horas os 19 alunos puderam experimentar de forma entusiástica as diferentes oficinas que decorreram na Biblioteca da Escola de Vale do Este. De notar que alunos e professores ficaram encantados com o que aprenderam acerca da cultura chinesa. No fim os alunos foram unânimes em expressar a sua satisfação com os trabalhos que realizaram e agradeceram às docentes do Instituto Confúcio com um ”Xié xié”.

Anúncios

AE Maria II recebe Sérgio Franclim e a sua obra Mitos Gregos – o triunfo dos deuses

No dia 11 de maio, teve lugar nas bibliotecas das Escola D. Maria  II e Vale do Este um encontro com o escritor Sérgio Franclin, para apresentação do seu livro  Mitos Gregos – o triunfo dos deuses, cuja temática versa a divulgação da mitologia clássica e do seu valor, enquanto património comum da cultura europeia.

Esta atividade, inserida no do Projeto Ler Pelos Caminhos do Mar e …da Terra, que procura implementar a leitura numa perspetiva interdisciplinar, desdobrou-se em duas sessões, pelas nove horas, na biblioteca da escola D. Maria II e, pelas 11.30, na biblioteca de Arnoso. Na primeira, estiveram presentes 3 turmas (5º A, 5º B e 7º E), na segunda, também 3 turmas (5º H, 7º J e 7º M). Nesta última turma designada, deu-se continuidade  à atividade HM – Heróis em Mar (iniciada no 2º período), igualmente as turmas 7º E e 5º A debruçaram-se e realizaram trabalhos  sobre a obra, no âmbito do referido projeto.

Os alunos, professores e alguns encarregados de educação seguiram com interesse as peripécias dos deuses gregos vivamente contadas pelo escritor Sérgio Franclin. O entusiasmo dos participantes resultou da abordagem interativa da temática e do reconhecimento da mitologia como forma de explicar o que somos e onde estamos.

Manuela Ventura

Maria José Morais

Teatro às Três Pancadas

No dia 10 de maio, foi promovida mais uma atividade, no âmbito da Educação Literária para os alunos do 4º ano, turma E, na Biblioteca Escolar de Vale do Este.

Nesta sessão foram retratadas duas peças do “Teatro às três pancadas”, de António Torrado: “A raposa e o lobo” e “Vem aí o Zé das Moscas”.

Antes de mais foi apresentada a biografia deste autor e expostos os títulos e livros de muitas das suas obras existentes, nesta biblioteca, com apelo aos alunos da sua aquisição, no intuito de promover hábitos e gosto pela leitura, levando-os a concordar que a leitura é a base de todo o conhecimento.

Numa primeira abordagem da obra foram trabalhadas as características do texto dramático. De seguida, fez-se a análise do conto “A raposa e o lobo”, bem como a pesquisa das” fontes de inspiração” para a recriação desta peça teatral.

Posteriormente, foi colocado o cenário alusivo e os alunos caraterizados a rigor dos animais da história, fizeram a respetiva  representação de uma forma, verdadeiramente, fascinante.

Estes pequenos atores intervenientes estiveram ao mais alto nível, foram de uma expressividade, de uma dicção e de uma projecção de voz admiráveis.

Após esta peça teatral foi exibido um vídeo  do teatro “Vem aí o Zé das Moscas” e depois de feita a exploração ideológica realizaram uma ficha de leitura.

Foi, sem dúvida, um espaço de entretenimento em que todos os alunos se envolveram com todo o entusiasmo e seriedade, emergindo desta atividade um resultado final excelente, ultrapassando as expectativas previstas.

 

Visite mais uma Exposição…

Está a decorrer mais uma Exposição, na Biblioteca Escolar de Vale do Este, sobre a Célula e  os sistemas do Corpo Humano, elaborados pelos alunos do 6ºF, no âmbito da disciplina de Ciências Naturais.

Parabéns a estes alunos, à professora Rita Sousa, orientadora  desta atividade, bem como todos os intervenientes que tornaram possível a elaboração de tão belos trabalhos.

!!!

As Fadas Verdes

Na Biblioteca Escolar, da Escola Vale do Este, no dia 3 de maio, os alunos do 3º ano D leram e exploraram a premiada obra “As Fadas Verdes”, de Matide Rosa Araújo.

Foram analisadas onze das poesias contidas neste livro e, em conjunto, partimos à descoberta da mensagem que esta obra  pretendia transmitir  e chegar à conclusão de quem eram  afinal ” As Fadas Verdes”?

Num primeiro momento, foi referenciada a biografia da autora e identificados aspectos estruturais do livro e da poesia. Penso que todos os alunos perceberam qual era o principal tema tratado e verificaram que ao longo de toda a obra há referências e chamadas de atenção para a preservação da nossa “grande Mãe Natureza” e da floresta.

Os alunos interagiram bastante nesta atividade e recitaram, individualmente, um poema diferente, explorando-o de acordo com uma série de questões que culminaram com a mensagem transmitida. Cada poesia evocava um importante pensamento, suscitando uma reflexão coletiva sobre cada uma delas.

A poesia “A borboleta” deu mote à entoação de uma bela canção com todos os intervenientes em que estes acenavam, melodiosamente, com um marcador de livros com a respetiva personagem “borboleta”.

Uma bela obra e uma forma original e diferente de alertar e chamar a atenção dos mais pequenos para bem tratar e preservar a natureza, senti-la como um recurso essencial à vida de todos os seres vivos, através da poesia.

 

Teatro Debate: “Nem muito simples, nem demasiado complicado”

No passado dia 27 de Abril, na Biblioteca Vale do Este, as turmas do 7º M, 8ºG, 8º F, 9º E e 9ºF, foram presenteadas com um Teatro Debate: “Nem muito simples, nem demasiado complicado”, subordinado ao tema: relacionamentos e sexualidade, no âmbito do programa “Cuida-te”, com o apoio da IPDJ.

Foram quase duas horas de momentos magníficos e tão do agrado destes jovens, uma vez que retrataram temas bastante aliciantes e motivadores para os alunos desta faixa etária. Realizaram-se cinco curtas encenações de diferentes temáticas como: dificuldade em dar o primeiro passo quando dois jovens se gostam, como lidar com o ciúme, foi referido o problema da homossexualidade (aceitar a diferença), discutiram os procedimentos a ter no início de uma relação amorosa (fase do encantamento), dicas para a preparação da primeira experiência de  uma relação sexual, etc…

Esta peça teatral foi bastante inovadora, porque os alunos interagiam com os atores, abordando sobre o mesmo tema diferentes perspetivas comportamentais, bem como diferentes soluções para as resolver e, ao mesmo tempo, entravam na encenação, tornando-se atores intervenientes, em que tentavam defender o seu ponto de vista.

Ficou bem clara a ideia que a palavra chave para que uma relação se mantenha é a palavra “comunicação”, ou seja comunicar é a base para ajudar a resolver da melhor forma qualquer situação.

Através desta, extraordinária, exibição teatral todos nós ficamos muito mais enriquecidos, informados e aprendemos muito para futuramente tomarmos decisões mais assertivas. Foi, francamente, um debate bastante proveitoso, uma vez que foram apresentadas diferentes propostas e diversas soluções para as tentar remediar, identificando dificuldades e decisões com que tantas vezes se deparam os nossos jovens. Para terminar, foi facultado o número da linha de telefone gratuito, onde se encontram técnicas especializadas nestes assuntos, para o qual os jovens devem ligar quando tiverem dúvidas nesta área.

Escusado será dizer que os alunos estiveram toda a sessão superconcentrados e motivados, porque este foi, indubitavelmente, um assunto que os cativou com a abordagem de situações práticas do seu quotidiano.

O nosso agradecimento especial aos atores Emílio Gomes, Mané e Ana Vargas pela excelente colaboração, envolvimento, e interpretação, porque deixaram esta grande plateia de alunos muito mais enriquecida e deu-lhes aso a uma maior abertura, no que concerne a estes temas.

A Menina Gotinha de Água

No âmbito da Educação Literária, hoje, os alunos do 2º ano, turma C, da Escola Vale do Este voaram leves como a gotinha de algodão ao ouvirem a história “A Menina Gotinha de Água”, de Papiniano Carlos.
Estes alunos entraram na magia do sonho e da imaginação, de uma das mais belas poesias para crianças e percorreram toda a viagem da personagem principal “A Menina Gotinha de água”. Todos se sentiram participantes nas suas aventuras ao longo da sua vida, desde a sua partida do mar até ao seu regresso e ser mar novamente, repetindo-se este ciclo vezes sem conta.
Foi, sem dúvida, uma bela poesia que conquistou o coração de todos os alunos, através da utilização de uma riqueza vocabular que lhes mostrou nítidas imagens da história, contribuindo grandemente para desenvolver novas aprendizagens.
Visualizaram o ciclo da água, compreenderam a importância da mesma para a vida de todos os seres vivos, despertaram sentimentos de alegria e de bondade, através do exemplo que nos proporcionou a Menina Gotinha de Água, ao longo do seu percurso na natureza.
Esta atividade foi bastante profícua e do inteiro agrado dos alunos que demonstraram sempre muito interesse e atenção, contribuindo, desta forma, para o enriquecimento e desenvolvimento dos seus conhecimentos, continuando a encantar sucessivas gerações.