Leituras d’Oriente e d’Ocidente: “De Arnoso vê-se o Oriente”

A partir da herança cultural da ação do conterrâneo, o sacerdote jesuíta Tomás Pereira (1645- 1708) que desempenhou um importante papel junto do Imperador da China Kangxi: na música sendo o construtor de um órgão e de um carrilhão que foram instalados numa igreja de Pequim e autor de um tratado sobre música europeia, traduzido para chinês e é considerado o introdutor da música europeia na China, responsável pela criação dos nomes chineses para os termos técnicos musicais do Ocidente; na ciência tendo sido nomeado diretor do Observatório de astronomia e na matemática, os alunos descobrirão o legado dos portugueses no Oriente e as influências e contributos da civilização oriental na nossa cultura com múltiplas atividades. O projeto encontra-se a ser desenvolvido neste ano letivo e em 2018-2019.

Anúncios