EXPO de Geografia

A exposição encontra-se patente na Biblioteca Vale do Este até ao dia 25. Fica o convite!

Anúncios

Exposição Rosa dos Ventos

Ao longo desta semana vai estar patente na biblioteca a exposição orientada pelo Professor Carlos Santos de Geografia em que os alunos de 7º ano fizeram trabalhos práticos sobre a Rosa dos Ventos.

A exposição encontra-se aberta à comunidade!mind blown_unleashing creativity (3)

Doces e alegres leituras!



NATAL

Acontecia. No vento. Na chuva. Acontecia.
Era gente a correr pela música acima.
Uma onda uma festa. Palavras a saltar.

Eram carpas ou mãos. Um soluço uma rima.
Guitarras guitarras. Ou talvez mar.
E acontecia. No vento. Na chuva. Acontecia.

Na tua boca. No teu rosto. No teu corpo acontecia.
No teu ritmo nos teus ritos.
No teu sono nos teus gestos. (Liturgia liturgia).
Nos teus gritos. Nos teus olhos quase aflitos.
E nos silêncios infinitos. Na tua noite e no teu dia.
No teu sol acontecia.

Era um sopro. Era um salmo. (Nostalgia nostalgia).
Todo o tempo num só tempo: andamento
de poesia. Era um susto. Ou sobressalto. E acontecia.
Na cidade lavada pela chuva. Em cada curva
acontecia. E em cada acaso. Como um pouco de água turva
na cidade agitada pelo vento.

Natal Natal (diziam). E acontecia.
Como se fosse na palavra a rosa brava
acontecia. E era Dezembro que floria.
Era um vulcão. E no teu corpo a flor e a lava.
E era na lava a rosa e a palavra.
Todo o tempo num só tempo: nascimento de poesia.

Manuel Alegre

“A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo.”

Nelson Mandela

África do Sul

18 Jul 1918 // 5 Dez 2013
Estadista, Nobel da Paz

“Negar ao povo os seus direitos humanos é pôr em causa a sua humanidade. Impor-lhes uma vida miserável de fome e privação é desumanizá-lo.”

“Ser pela liberdade não é apenas tirar as correntes de alguém, mas viver de forma que respeite e melhore a liberdade dos outros.”

“Ninguém nasce a odiar outra pessoa devido à cor da sua pele, ao seu passado ou religião. As pessoas aprendem a odiar, e, se o podem fazer, também podem ser ensinadas a amar, porque o amor é mais natural no coração humano do que o seu oposto.”

“Eu aprendi que a coragem não é a ausência de medo, mas o triunfo sobre ele. O homem corajoso não é aquele que não sente medo, mas aquele que conquista por cima do medo.”

“Não existe nenhum passeio fácil para a liberdade em lado nenhum, e muitos de nós teremos que atravessar o vale da sombra da morte vezes sem conta até que consigamos atingir o cume da montanha dos nossos desejos.”

“Se falares a um homem numa linguagem que ele compreenda, a tua mensagem entra na sua cabeça. Se lhe falares na sua própria linguagem, a tua mensagem entra-lhe directamente no coração.”

“A prioridade é sermos honestos connosco. Nunca poderemos ter um impacto na sociedade se não nos mudarmos primeiro. Os grandes pacificadores são todos gente de grande integridade e honestidade mas, também, de humildade.”

“À medida que nos libertamos do nosso próprio medo a nossa presença liberta automaticamente outros.”

“Depois de termos conseguido subir a uma grande montanha, só descobrimos que existem ainda mais grandes montanhas para subir.”

“A educação e o ensino são as mais poderosas armas que podes usar para mudar o mundo.”

“A maior ameaça à democracia, à justiça socioeconómica e ao crescimento económico neste país é o controlo monopolista de algumas empresas sobre a economia.”

“Tudo parece impossível até que seja feito.”

Ver mais em http://www.citador.pt/frases/citacoes/a/nelson-mandela/10

https://www.publico.pt/mundo/interactivo/quiz-que-sabe-sobre-declaracao-universal-direitos-humanos?fbclid=IwAR0l8k9wl2NUgjRUSJgeRVG6B9i1ATQdlAvuJln4hZkKU3yUcTw_TEImxlI

https://www.amnistia.pt/declaracao-universal-dos-direitos-humanos/?fbclid=IwAR1Ii8iiJcVMnh_HH4cWakCRcYaGsiDUyhbZvPnQvJUC3t0k0ZFrEzE32e4

http://rbe.mec.pt/np4/2201.html  

(…)