“Um livro no coração. Todos somos Livros”


Hoje é DIA MUNDIAL DO LIVRO
“Um livro no coração. Todos somos Livros”
23 de Abril de 2020

Num ano conturbado em que, na cadeia do livro, todos somos precisos – escritor e ilustrador, editor, tradutor, revisor, designer, gráfica, distribuidora, livraria, mediador, biblioteca e, sobretudo neste momento, o LEITOR -, a ilustradora e designer Mariana Rio (Menção Especial do Prémio Nacional de Ilustração em 2019) concebeu a imagem do cartaz.

O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. Neste dia, comemora-se também o Direito de Autor.

Esta data foi escolhida com base na tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de S. Jorge, e recebem em troca um livro, testemunho das aventuras do heróico cavaleiro. Em simultâneo, é prestada homenagem à obra de grandes escritores, como Shakespeare, Cervantes e Garcilaso de La Vega, falecidos em Abril.

Se este ano vai ser difícil oferecer uma rosa, fácil será oferecer um livro. Vá à livraria da sua zona ou encomende online, e envie um livro para os que lhe são mais queridos.
Um livro no coração. Todos somos Livros.

Mariana Rio (n.1986) vive no Porto. É licenciada em Design Gráfico e em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Estudou também Academia de Belas Artes de Wroclaw, na Polónia. Apesar de muito nova, recebeu já vários prémios e distinções em Portugal e no estrangeiro.

http://livro.dglab.gov.pt/sites/DGLB/Portugues/noticiasEventos/Paginas/DiaMundialdoLivro2020.aspx 

https://www.rbe.mec.pt/np4/2553.html

Canais do #EstudoEmCasa no Youtube – Ministério da Educação


Neste momento é possível verificar que o canal de Youtube da DGE já criou os canais de YouTube em que irão estar disponíveis os vídeos complementares ao E@D, e que serão transmitidos em sinal aberto através da RTP Memória.

Aqui estão os links dos mesmos:

#EstudoEmCasa – Pré-Escolar
#EstudoEmCasa – 1.º Ciclo
#EstudoEmCasa – 2.º Ciclo
#EstudoEmCasa – 3.º Ciclo
#EstudoEmCasa – Secundário


Façam já a vossa subscrição e estejam atentos a novos conteúdos que sejam colocados…

Escolas fechadas, aulas em casa: 10 conselhos práticos aos pais


Escolas fechadas, aulas em casa: 10 conselhos práticos aos pais

As escolas estão de portas fechadas mas isso não é sinónimo de férias para as crianças e adolescentes que se encontram em ‘isolamento social’. É preciso estudar à distância, numa rotina que exige mais disciplina. Seja a rever matéria e a fazer exercícios, a ter aulas online ou a consultar plataformas educativas, como o Ensina, que tem acesso livre a milhares de conteúdos digitais. Neste momento inédito, em que todos temos as vidas suspensas, o Ministério da Educação deixa conselhos aos pais.

As aulas nas escolas estão suspensas e dois milhões de alunos em casa. A pandemia da Covid-19 impôs esta pausa forçada para evitar ao máximo a propagação do vírus, mas o verbo estudar deve continuar a ser conjugado à distância, com disciplina e pais vigilantes.

O Ministério da Educação recomenda que os horários escolares sejam cumpridos, os trabalhos diários dos alunos, acompanhados e, as dúvidas, caso apareçam, identificadas e transmitidas aos professores. Num vídeo lançado a 16 de março, primeiro dia do encerramento oficial das escolas, a tutela pede também aos pais para promoverem outras atividades durante este período inédito, como fazer exercício físico, visitar exposições virtuais e ler livros. Aproveitar para que “haja muita leitura”, sublinha. Aqui ficam os 10 conselhos dirigidos aos encarregados de educação:

 1. Garanta que o horário que a escola estabelece é cumprido,

 2. Pergunte todos os dias o que foi feito,

 3. Verifique se todos os trabalhos propostos foram realizados,

 4. Ajude a identificar as dúvidas para colocar aos professores,

 5. Mantenha contacto com os professores e com os diretores de turma,

 6. Lembre-se que os alunos não estão de férias,

 7. Aproveite os tempos livres entre as aulas para que haja muita leitura,

 8. Aproveitem para visitar museus e exposições virtuais,

 9. Pratiquem atividade física em casa,

10. Quando não conseguir ajudar, peça ajuda.

Para estas aulas à distância, o Ministério da Educação informa ainda que “a Direção- Geral da Educação (DGE), em colaboração com a Agência Nacional  para a Qualificação e o Ensino Profissional (ANQEP), construiu um novo site, que reúne um conjunto de recursos para apoiar as comunidades educativas na utilização de metodologias de ensino a distância, entre várias outras ferramentas e informações”.

Bibliotecas Escolares • Estamos ON


A 13 de março de 2020 anunciou-se a suspensão das aulas presenciais como forma de contenção da pandemia de Covid-19.

Consciente do papel decisivo das tecnologias digitais e de trabalho a distância, fundamental durante esse período de confinamento, a Rede de Bibliotecas Escolares sugeriu, de imediato, às bibliotecas que aperfeiçoassem a sua presença em linha, tornando-a o mais estruturada e eficaz possível.

Devendo a biblioteca escolar recentrar e projetar o seu serviço e as suas atividades em função dos novos contextos, a RBE recomendou às bibliotecas que procurassem responder às atuais exigências dos seus utilizadores, redirecionando a sua ação para a criação de serviços capazes de apoiar as novas formas de trabalho. Para sustentar essa resposta, foi publicado, a 23 /03 /2020, o documento Biblioteca escolar digital.

Com o objetivo de ajudar os professores bibliotecários a pensar o seu papel nesta conjuntura e no plano de ensino a distância das suas escolas, a Rede de Bibliotecas Escolares disponibilizou, em 08/04/2020, A Biblioteca Escolar no Plano de E@D – Roteiro para professores bibliotecários: um documento orientador, articulado com os princípios para a implementação do ensino a distância (E@D) nas escolas, a ser encarado à luz de cada contexto e apropriado por cada interveniente da forma mais oportuna e adequada.

Com a publicação deste recurso interativo “Biblioteca escolar digital“, pretende-se dar continuidade e ampliar o documento publicado em 23 /03 /2020, apresentando-se sugestões de trabalho, curadoria de conteúdos, instrumentos e tutoriais. Este é um recurso que se pretende em atualização permanente.

https://www.rbe.mec.pt/np4/2543.html

 

Boa Páscoa!


Algumas coisas são explicadas pela ciência, outras pela fé. A Páscoa ou Pessach é mais do que uma data, é mais do que ciência, é mais que fé, Páscoa é amor.

Albert Einstein
#fiqueemcasa #vaificartudobem

 

Dia Internacional do Livro Infantil – PNL


Apenas viver não é suficiente, disse a borboleta,
É preciso ter sol, liberdade e uma pequena flor.
Hans Christian Andersen
O Dia Internacional do Livro Infantil assinala, a 2 de abril, a data do nascimento de Hans Christian Andersen.
Este ano o cartaz português que assinala este dia é da autoria de André Letria, vencedor do Prémio Nacional de Ilustração em 2019.
A mensagem do International Board of Books for Young People (IBBY), de 2020 é da responsabilidade da Eslovénia, o texto é da autoria do escritor Peter Svetina, e o cartaz foi criado por Damijan Stepančič que podem ser consultados aqui.
O tema deste ano é «Fome de palavras», aqui bem representado pela ilustração de André Letria. André Letria, 46 anos, trabalha como ilustrador desde 1992, tendo já feito também cinema de animação e cenografia para teatro. A par do trabalho amplamente premiado, é ainda editor da Pato Lógico , que fundou em 2010.
Texto de Peter Svetina em português.
O Prémio Hans Christian Andersen, concedido a cada dois anos pelo Conselho Internacional de Livros para Jovens –  International Board on Books for Young People (IBBY) – pretende reconhecer  escritores e ilustradores  vivos, cuja obra constitui uma contribuição significativa e duradoura para a literatura infantil e juvenil. Homenageia o poeta e escritor dinamarquês e consiste num diploma e numa medalha de ouro entregues pela rainha Margarida II da Dinamarca, patrona do prémio.

Dia Internacional do Livro Infantil


No dia 2 de abril comemora-se em todo o mundo o nascimento de Hans Christian Andersen.

A partir de 1967, este dia passou a ser designado por Dia Internacional do Livro Infantil, chamando-se a atenção para a importância da leitura e para o papel fundamental dos livros para a infância.

Como é habitual, para assinalar o Dia Internacional do Livro Infantil, a DGLAB disponibiliza um cartaz, este ano da autoria de André Letria, vencedor do Prémio Nacional de Ilustração em 2019.

Para comemorar o dia dedicado a Hans Christian Andersen, o IBBY Internacional divulga, ele próprio, um cartaz e uma mensagem. Este ano da responsabilidade da Eslovénia, o texto é da autoria do escritor Peter Svetina, e o cartaz foi criado por Damijan Stepančič. Encontra-se abaixo uma possível tradução do texto, feita a partir das versões inglesa, francesa e espanhola. https://www.ibby.org/awards-activities/activities/international-childrens-book-day/2020-icbd-slovenia

O tema deste ano é «Fome de palavras», aqui bem representado pela ilustração de André Letria. André Letria, 46 anos, trabalha como ilustrador desde 1992, tendo já feito também cinema de animação e cenografia para teatro. A par do trabalho amplamente premiado, é ainda editor da Pato Lógico, que fundou em 2010. A longa lista de livros já publicados inclui, entre outros, Lendas do marVersos de fazer ó-óOs animais fantásticosDomingo vamos à Luz ou Se eu fosse um livro  todos feitos em parceria com o pai, José Jorge Letria , mas também Mar, com Ricardo Henriques, e a coleção de livros-harmónio em nome próprio. Chico Buarque, José Luís Peixoto e José Saramago foram alguns autores que André Letria também ilustrou. Com A Guerra, publicado em 2018, recebeu numerosos prémios nacionais e internacionais, destacando-se o Prémio Nacional de Ilustração (DGLAB) em 2019, mas também o Prémio BIG – Bienal de Ilustração de Guimarães 2019, o BIB Plaque 2019 de Bratislava, o Grande Prémio do Nami Concours 2018, o Little Hakka 2018, etc.

Organização do trabalho: sugestões RBE


Considerando a necessidade de colaborarmos todos com o esforço coletivo de contenção da propagação da doença covid-19 e de manter alguma normalidade numa conjuntura completamente inédita, a Rede de Bibliotecas Escolares publica algumas sugestões relativas à organização do trabalho dos professores bibliotecários durante o período de encerramento das escolas.

Sugere-se que o trabalho dos professores bibliotecários se organize, como habitualmente, em torno de duas grandes áreas: técnica e pedagógica.

1. APERFEIÇOAR A PRESENÇA EM LINHA DAS BIBLIOTECAS, FOCANDO-SE NOS SEUS SERVIÇOS A DISTÂNCIA.

2. COLABORAR COM A ESCOLA E AS FAMÍLIAS NO SENTIDO DE PROPOR ATIVIDADES SIGNIFICATIVAS PARA A OCUPAÇÃO DOS ALUNOS ENQUANTO ESTÃO SEM AULAS:

• Divulgação de textos em-linha;
• Divulgação de materiais de leitura digitais e das respetivas hiperligações;
• Discussões sobre temáticas várias (síncronas ou assíncronas);
• Concursos
• (…)

3. FERRAMENTAS DE VIDEOCONFERÊNCIA E TRABALHO EM LINHA:

• https://duo.google.com/
• https://classroom.google.com/
• https://zoom.us/
• https://www.circuit.com/
• https://jitsi.org/
• https://web.skype.com/
• https://web.whatsapp.com/
• https://whereby.com
• https://www.webex.com/

4. PLATAFORMAS DE APRENDIZAGEM INTERATIVA:

• Escola virtual: https://www.escolavirtual.pt/ – disponível em acesso livre
• Aula digital: https://auladigital.leya.com/ – disponível em acesso livre

5. PUBLICAÇÕES EM ACESSO LIVRE

• Coleção «O Essencial Sobre…» https://www.incm.pt/portal/livros_edicoes_gratuitas.jsp

 

Estas sugestões encontram-se em atualização.

http://rbe.mec.pt/np4/2521.html

%d bloggers like this: