Exposição: Dia Internacional do Livro/ Dia de S. Jordi

Os alunos participaram na comemoração do Dia Internacional do Livro/ Dia de S. Jordi e tiveram a oportunidade de contactar com as tradições perpetuadas nas comunidades autónomas de Aragão, Catalunha e das Ilhas Baleares. Elaboraram marcadores de livros, selecionaram fragmentos textuais de obras espanholas e traduções para o espanhol de diversos autores que distribuíram pelos alunos da escola, conjuntamente com uma flor personalizada. Foi também distribuída pela comunidade escolar uma flor em origami e um marcador de livro com a lenda de S. Jordi explorada nas aulas. Esta efeméride proclamada pela UNESCO, desde 1995, celebra-se na escola de 23 a 30 de abril em parceria com a biblioteca onde se encontram expostos os trabalhos dos alunos. 

Anúncios

Semana da Leitura: Liberta o leitor que há em ti!

Concurso  “O melhor leitor de poesia” abrilhanta semana da Leitura!

Nos dias oito e nove de março, decorreu, em ambiente festivo, nas bibliotecas do Agrupamento de Escolas D. Maria II, o tradicional concurso de leitura de poesia. A biblioteca da Escola D. Maria II e a sua homónima da Escola Básica de Vale do Este, receberam, no primeiro dia do concurso, os representantes do 1ºciclo que encantaram e emocionaram os seus ouvintes com a leitura de grandes e imortais poetas portugueses, encantando e emocionando. Os alunos do 1º ciclo, divididos em duas categorias, “letra pequena” e “letra grande”, conforme sejam do 1º e 2º ano ou 3º e 4º ano, representaram as diversas escolas ou centros escolares do Agrupamento D. Maria II. Os alunos do 2º e 3º ciclos foram escolhidos pelos colegas e professores de Português para representaram as suas turmas, empenharam-se, como é da praxe, para o evento, tendo algumas atuações alcançado largos aplausos das respetivas audiências, visto que as categorias  “palavra”, 2º ciclo, e “frase”, 3º ciclo, decorreram nas  duas escolas que lecionam  estes níveis de ensino.   A realização do concurso de leitura poesia é já uma tradição deste Agrupamento, congregando os esforços de alunos, professores e encarregados de educação, tendo vindo aumentar  o grau de exigência de todos. Para os mais novos, o evento também serve para a participação dos pais e avós,  que acompanham, com desvelo, os seus educandos. Os prémios para vencedores das diversas categorias serão entregues na cerimónia comemorativa do dia do Patrono. Todos os participantes se encontram de parabéns.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  

(Artigo em construção!)

Aceitas um encontro às cegas com um livro?

“Uma biblioteca deve, por isso, oferecer coisas a propósito e coisas a despropósito. Por isso, a Biblioteca é também um lugar de encontro. Nas bibliotecas que visitei vi que esses edifícios, um pouco por toda a parte, eram locais perfeitos para encontros longe do ruído do mundo”

Francisco José Viegas in: “A casa dos livros”

Este suposto “blind date” com um livro é muito simples. O leitor nunca tem acesso ao nome do autor, nem ao título, design da capa ou mesmo à sinopse, apenas tem conhecimento de algumas palavras, através de um papel, que poderão dar algumas pistas sobre o livro aos mais atentos. Para além disto, cada livro tem um bilhete pendurado que diz “blind date with a book”. A ideia original passa por dar menos trabalho aos indecisos e suscitar o interesse dos mais aventureiros.

http://p3.publico.pt/cultura/livros/19500/aceitas-um-encontro-cegas-com-um-livro

 

“Um escritor entre nós” – Valter Hugo Mãe

O escritor esteve no dia 20 de maio, pelas 15h00, na Biblioteca D. Maria II com o apoio da Antunes Livreiros. “Um escritor entre nós” foi mais uma atividade aberta a toda a comunidade educativa que contou com a presença de alunos, pais e um elevado número de professores que aderiram com grande entusiasmo e dedicação.
Licenciado em Direito e pós-graduado em Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea, Valter Hugo Mãe nasceu em Angola mas vive em Vila do Conde.
O reconhecimento público veio em 2007, com a atribuição do Prémio Literário José Saramago pelo livro “O Remorso de Baltazar Serapião”. Assina obras como “O Apocalipse dos Trabalhadores”, “A Máquina de Fazer Espanhóis” – Grande Prémio Portugal Telecom da Literatura, nas categorias de Melhor Livro do Ano e Melhor Romance do Ano, em 2012 – e “A Desumanização”, cuja edição na Islândia chegou rapidamente ao primeiro lugar do top de vendas. A obra de Valter Hugo Mãe está também publicada no Brasil, Alemanha, Espanha, França e Croácia.
Para além de romances, já escreveu diversos livros ilustrados para crianças, entre os quais “Quatro Tesouros”, “O Rosto” e “As Mais Belas Coisas do Mundo”. A sua poesia está reunida no volume “Contabilidade”.
Valter Hugo Mãe partilha a paixão pela escrita com outras artes. É vocalista e letrista da banda rock “Governo”, que editou o EP “Propaganda Sentimental”, tendo também escrito letras para Paulo Praça, Mundo Cão e Osso Vaidoso. Realizou uma exposição individual de desenhos, em 2007, e apresentou um programa de entrevistas no Porto Canal, em 2012. É um dos protagonistas do filme “O Sentido da Vida”, de Miguel Gonçalves Mendes, realizador do documentário “José e Pilar”. Atualmente, está a preparar um novo romance.
valter_5valter_2

valter_3

valter_4

O Agrupamento de Escolas D. Maria II recebeu, com elevada consideração, um dos mais destacados autores portugueses na esteira da aprendizagem, da leitura e do sucesso académico e continuará a receber os grandes mestres da nossa literatura em prol das literacias.