Dia Mundial da Criança na EB Vale do Este

As crianças do Jardim de Infância do Altinho e alunos do 1º Ciclo da Escola Básica de Vale do Este – Arnoso Santa Maria comemoram, em conjunto, o Dia Mundial da Criança, assistindo na Biblioteca da Escola, à representação do Teatro Infantil “O Principezinho” apresentado pela Associação Artística ETCetera Teatro, de Vila Nova de Gaia, proporcionado pela Junta de Freguesia.

Este clássico da literatura infantil, recomendado pelo programa nacional de leitura, foi escrito por Antoine de Saint-Exupéry. Conta a história de um menino que vivia sozinho num asteroide e que passava os seus dias a limpá-lo e a cuidar de uma bonita, mas arrogante, rosa. Ao decidir viajar pelo Universo e com o intuito de explorar o mundo e conhecer os seus habitantes, o Principezinho, que aqui surge como uma marioneta com um 1,5m de altura, cruza-se com outras personagens sendo exemplos a raposa, o rei, o geógrafo, a serpente, o homem de negócios, entre outros que o ajudam a compreender o significado da amizade. Em diálogo com o aviador, o principezinho, ainda que inocentemente, evoca os valores que deveriam ser os essenciais da vida e que o “essencial é invisível aos olhos.

Foi mais uma atividade de articulação entre o Pré-escolar e o 1º Ciclo do Ensino Básico desta escola tendo constituído uma oportunidade para os mais pequenos assistirem a uma peça de teatro e interagirem com atores.

No final da representação, os alunos, tiveram a oportunidade de colocar questões relativas ao teatro e à compreensão da peça a que assistiram, aos valores e mensagem que ela transmite e que podem ser aplicadas na vida das pessoas.

Tiveram ainda a oportunidade de colocar questões relativas ao teatro à vida e trabalho dos atores e de verem e contactarem com os adereços utilizados e com o guarda-roupa, satisfazendo a sua curiosidade.

A representação foi muito do agrado dos alunos que se mantiveram muito atentos e “presos” aos acontecimentos que se desenrolaram diante dos seus olhos.

Artigo de Bráulio Vilaça

Anúncios

EPC – Eduardo Prado Coelho

IMG_3803 epc_cartaz

Eduardo Prado Coelho ou EPC como todos o conheciam foi um dos ensaístas e cronistas mais carismáticos dos últimos tempos em Portugal. É através da obra “A Razão do Azul” que parte uma dramatização das suas perspectivas e opiniões de assuntos por ele abordados como a literatura, a dança, a fotografia, entre outros. Fragmentos de uma vida dispostos entre palavras e objectos numa reflexão contínua entre a acção e o espaço, entre lugares e não-lugares. 

FICHA ARTÍSTICA

Encenação . Rui Alves Leitão
Dramaturgia . Neusa Fangueiro Interpretação . Daniel Martins e Neusa Fangueiro

Cenografia . enVide neFelibata
Apoio à construção . Clara Ribeiro
Fotografias em cena . Duarte Costa
Costureira . Carmo Alves
Cartaz . Nuno Lopes
Co-produção – Fértil / Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco Apoio . C. M. V. N. Famalicão, Teatro e Marionetas de Mandrágora Agradecimentos . Firmino Gomes

Duração 40 min

Idades M6 

epc_5 epc_3 epc_2 epc_1

A FÉRTIL

A Fértil surge do encontro entre o teatro e a antropologia, duas formas de olhar para o ser humano como produtor de cultura e de questionar a sua condição de vida. Em 2010 é fundada a associação com o propósito de dar voz às criações e investigações que partam desse princípio. As criações da Fértil assentam essencialmente no teatro e na sua relação com as outras formas artísticas.

O teatro é por excelência o laboratório onde se permite a experimentação do nosso trabalho. Privilegiando as criações originais, permite-nos, como criadores, uma melhor abordagem às mais diferentes temáticas e a adequação destas ao nosso propósito, assim como a afirmação dos artistas envolvidos. É aqui que nos expressamos e onde partilhamos o nosso pensamento com o outro.

O objecto de trabalho da Fértil – arte, educação e cultura – é a base de desenvolvimento de todos os seres humanos, independentemente da sua etnia ou cultura. Estes três pontos são horizontais e pertencem a todos nós num formato não hierárquico. Acreditando nas capacidades de todos, a Fértil pretende desenvolver os seus trabalhos numa forma simbiótica de dádiva, partilhando os seus conhecimentos e aprendendo com os conhecimentos dos outros.

Ver mais em: http://www.fertilcultural.org

O nosso mais sincero agradecimento a TODOS! Um agradecimento muito especial e carinhoso para os alunos, foi absolutamente FANTÁSTICO!!! Parabéns!