Encontros de primavera: artes, letras e tretas!


   Os Encontros de primavera que decorreram, pela primeira vez, neste formato na nossa biblioteca concretizaram uma vontade, presente no Plano Anual de Atividades, para criar mais laços entre a escola e a família! A qualidade dos participantes, entre a arte lindíssima dos Hobbies da Lucinda, a quem agradecemos de coração, ao brilho saltitante eContinue a ler “Encontros de primavera: artes, letras e tretas!”

Mãe!


Palavras para a Minha Mãe mãe, tenho pena. esperei sempre que entendesses as palavras que nunca disse e os gestos que nunca fiz. sei hoje que apenas esperei, mãe, e esperar não é suficiente.pelas palavras que nunca disse, pelos gestos que me pediste tanto e eu nunca fui capaz de fazer, quero pedir-te desculpa, mãe,Continue a ler “Mãe!”

“Se eu pudesse trincar a terra toda”


Se eu pudesse trincar a terra toda E sentir-lhe um paladar, Seria mais feliz um momento … Mas eu nem sempre quero ser feliz. É preciso ser de vez em quando infeliz Para se poder ser natural… Nem tudo é dias de sol, E a chuva, quando falta muito, pede-se. Por isso tomo a infelicidadeContinue a ler ““Se eu pudesse trincar a terra toda””

Sarau TEL (com cheiro a Natal)!


Oficina de Poesia: PALAVRAS VERDES Está encerrada a votação nos dezoito poemas colocados de forma aleatória, selecionados da produção poética resultante da Oficina de Poesia PALAVRAS VERDES, realizada, no ano letivo anterior, nas aulas de português pelas turmas do 5.º ano, tendo o 5.º E articulado com a professora de Ciências Naturais. Esta atividade está englobadaContinue a ler “Sarau TEL (com cheiro a Natal)!”

Oficina de Poesia: PALAVRAS VERDES


Apresentamos a votação no blogue da BE, dezoito poemas colocados de forma aleatória, selecionados da produção poética resultante da Oficina de Poesia PALAVRAS VERDES, realizada nas aulas de português pelas turmas do 5.º ano, tendo o 5.º E articulado com a professora de Ciências Naturais. Esta atividade está englobada no trabalho de projeto da formaçãoContinue a ler “Oficina de Poesia: PALAVRAS VERDES”