Alunos Monitores na Livraria Lello – Porto

“A Livraria Lello é um espaço centenário de cultura que soube atravessar os tempos. Uma tribuna de livre pensamento que manteve o mesmo espírito jovem e irreverente que sempre a caracterizou. É uma livrariaviva, sempre ativa como agente do seu tempo. Hoje, a Livraria Lello orgulha-se em continuar a cultivar relações em torno dos livros, seja com colaboradores ou clientes, amigos ou fãs, portuenses ou cidadãos do mundo.”

No âmbito do Plano Anual de Atividades realizou-se a visita de estudo, dos alunos monitores, à Livraria Lello no Porto. Conscientes do valor que este grupo de alunos tem vindo a demonstrar, importa agradecer todo o empenho e dedicação com a ida a um dos espaços mais emblemáticos do nosso país.
Absolutamente INESQUECÍVEL!👏Os nossos ALUNOS MONITORES na LIVRARIA LELLO!🎉📚
Foi… um premiar 29 alunos pelo carinho, empenho e dedicação que diariamente manifestam pela BIBLIOTECA! Foi um sonho concretizado na companhia da nossa QUERIDA DIRETORA Cândida Pinto, Professoras Manuela Ventura, Angelina Vilaça, pela MARAVILHOSA Assistente Operacional Lurdes Martins e por mim!😉
OBRIGADA a TODOS!

 

Click to play this Smilebox slideshow
Feito especialmente para os Alunos Monitores!
Anúncios

23 abril – Dia Mundial do Livro! “Te regalo esta flor porque, para mí, eres muy importante.”

La mágica y romántica leyenda de S. Jordi

Promovido por la UNESCO, el Día Internacional del Libro es una conmemoración celebrada a nivel mundial (desde 1995) con el objetivo de fomentar la lectura. En Cataluña, el día 23 de abril se convierte en una jornada festiva especialmente romántica. Es cuando los catalanes celebran su patrón, S. Jordi, saliendo a la calle para cumplir con una curiosa tradición. La costumbre manda que las parejas se intercambien regalos: los hombres regalan a sus novias una rosa y las mujeres le entregan a ellos un libro. Cuando llega la primavera parece que todo mejora. Los días son más cálidos, las calles se llenan de gente que pasea entre puestos de libros y el aroma de las rosas.

O olhar dos nossos alunos sobre o 25 de abril!

25 de Abril

Esta é a madrugada que eu esperava
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempoSophia de Mello Breyner Andresen, in ‘O Nome das Coisas’

Esteve patente na Biblioteca D. Maria II e estará na Biblioteca Vale do Este, já na próxima semana, a Exposição sobre o 25 abril em articulação com o grupo de História – Professores Luís Cunha e Martim Juncal! Estes trabalhos foram criados no âmbito da disciplina de História em articulação com a professora Cidália Alves de Educação Visual! O desafio lançado teve a ver com o olhar de cada um, acerca do 25 abril… HOJE!

Na realização deste trabalho comemorativo do “25 de Abril de 1974” os alunos deviam cumprir as seguintes regras:

– Todos os cartazes deviam ser feitos em folha A3 papel cavalinho branca.

– Todos os cartazes deviam conter:

  – A expressão «25 de Abril».

  – Um cravo com «espinhos como as rosas»… sofrimento…

  – As cores nacionais (verde, vermelho e amarelo) entre outras.

  – Um slogan alusivo à data de acordo com uma visão   crítica da atualidade   (sociedade, política, justiça,   liberdade; ambiente; valores humanos, etc….).

  – Muita criatividade.

 

 

Um agradecimento à D. Lurdes e aos nossos FANTÁSTICOS Alunos Monitores e…9ºD!

 

 

“Nos Limites da Ciência. A Investigação Portuguesa no Ártico e na Antártica” – Exposição

A exposição fotográfica “Nos Limites da Ciência. A Investigação Portuguesa no Ártico e na Antártica” pretende evidenciar a importância das regiões polares para o planeta através de imagens recolhidas por cientistas Portugueses, e pelos seus colegas, enquanto trabalham no Ártico e na Antártica.

Esta exposição esteve patente na Biblioteca D. Maria II e irá estar na Biblioteca Vale do Este, no início do 3º período. De salientar que esta oportunidade foi possível graças ao entusiasmo e dedicação da Professora Carla Machado e também ao Professor Henrique Faria, responsáveis pelo projeto Eco-Escolas!

Os nossos agradecimentos!

 

Ver mais em:

http://www.educacao-e-cidadania.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=47%3Anos-limites-da-ciencia&catid=19&Itemid=480&lang=pt

https://www.facebook.com/Eco-Escolas-Agrupamento-de-Escolas-D-Maria-II-V-N-de-Famalicão-964918970344211/

Encontros de primavera: artes, letras e tretas!

 

 Os Encontros de primavera que decorreram, pela primeira vez, neste formato na nossa biblioteca concretizaram uma vontade, presente no Plano Anual de Atividades, para criar mais laços entre a escola e a família! A qualidade dos participantes, entre a arte lindíssima dos Hobbies da Lucinda, a quem agradecemos de coração, ao brilho saltitante e exímio dos bailarinos Lara e Martim, sempre acompanhados por Ana Monteiroà extraordinária, doce e terna poesia de Cândida Pinto, ao André Ferreira… o sucesso de uma voz única que agarra a plateia num crescendo de sorrisos participantes!
Quanto à oportunidade… conhecimento, aprendizagem…celebração do Dia da Poesia e neste dia da árvore, lançamento de mais uma semente ao serviço dos afetos! Aos alunos, o nosso OBRIGADA! À Magui, sempre presente! Aos PROFESSORES que…apesar do cansaço e das reuniões… ficaram até ao fim!
A todos o nosso ENORME agradecimento!

 Aos que perderam a oportunidade de conhecer o outro lado da escola…para a próxima apareçam! Contamos com o vosso entusiasmo e participação!

Click to play this Smilebox slideshow
Aqui acontece…tudo aquilo que faz bem à alma!

___________”Hoje, tomei a decisão de ser Eu. Um raio deslumbrou-me de lucidez. Nasci.”
___________Fernando Pessoa, in “Páginas íntimas de auto-interpretação.”
E se hoje tomei a decisão de ser Eu, a noite cai apenas sobre o tempo, sobre o mar, sobre os dias submersos do meu corpo….
Deslumbrada de lucidez, sou fonte entre as ervas rebeldes gemendo em magnólias acesas pela madrugada fora, cidade que dorme sozinha num sono branco, doce e sensual. Em poucas salas acomodo a minha solidão e, assim, não guardo o meu cansaço em desesperos de eternidade. Quero ser sozinha, vestir os meus pés de caminhos lisos, percorrer silêncios e, no primeiro olhar de um recém nascido, pintar magnólias rosa que já não doam no meu peito. Voz calada, gotícula de mel, mãe de todos os órfãos, sou tela nua de branco, íris ardendo, recife de coral, céu de primavera….
Nos meus lábios amarrotados há uma flor cortada no jardim e, nos meus olhos vivos, dispo todos os restos de mim. Fico. Sento-me na estrofe de uma ilha e, num triângulo solitário, aliso versos que conversam comigo na única aresta roxa onde vou espreitando algum horizonte de mim….
E se um raio me deslumbrou de lucidez, lanço todas as palavras no papel e espalmo as minhas mãos: mãos de afogada que sempre morreu à sede; a doce embriaguez do pálido céu azul, entoa um imenso cântico num jeito de partir o pão que deve ao tempo a minha devoção coalhada……..
O tempo não cura, apenas se esgota, apodrece e renova; a minha memória é pedra lisa desgastada pelo tempo e, sempre que estiver triste, lembro-me dos dias em que parto o pão, semeio a vida e, fazendo-me renascer na boca da terra em magnólias inocentes, divido-me entre o ínfimo Eu que morre e o infinito Eu que cintila em aguarelas.
Nasci. Canto um linho agudo com um pequeno feixe de vida…………
__________( 01.04.2018; candida pinto )

Hora do conto – A Árvore

Olá. Aqui está o resultado! 

Chegou a Primavera!!!

Abraço
 As Professoras Carla Ferreira e Cátia Veloso são colaboradoras da Biblioteca D. Maria II e desenvolvem o seu trabalho em torno da Hora do Conto! E executam lindos trabalhos, como podem ver! O nosso agradecimento pelo carinho demonstrado!
Somos BIBLIOTECA!
Pois…os rostos lindos que estão na foto…são de duas das nossas Alunas Monitoras!

https://contadoresdestorias.wordpress.com/2009/07/16/a-arvore-sophia-de-mello-breyner/

Semana da Leitura: Liberta o leitor que há em ti!

Concurso  “O melhor leitor de poesia” abrilhanta semana da Leitura!

Nos dias oito e nove de março, decorreu, em ambiente festivo, nas bibliotecas do Agrupamento de Escolas D. Maria II, o tradicional concurso de leitura de poesia. A biblioteca da Escola D. Maria II e a sua homónima da Escola Básica de Vale do Este, receberam, no primeiro dia do concurso, os representantes do 1ºciclo que encantaram e emocionaram os seus ouvintes com a leitura de grandes e imortais poetas portugueses, encantando e emocionando. Os alunos do 1º ciclo, divididos em duas categorias, “letra pequena” e “letra grande”, conforme sejam do 1º e 2º ano ou 3º e 4º ano, representaram as diversas escolas ou centros escolares do Agrupamento D. Maria II. Os alunos do 2º e 3º ciclos foram escolhidos pelos colegas e professores de Português para representaram as suas turmas, empenharam-se, como é da praxe, para o evento, tendo algumas atuações alcançado largos aplausos das respetivas audiências, visto que as categorias  “palavra”, 2º ciclo, e “frase”, 3º ciclo, decorreram nas  duas escolas que lecionam  estes níveis de ensino.   A realização do concurso de leitura poesia é já uma tradição deste Agrupamento, congregando os esforços de alunos, professores e encarregados de educação, tendo vindo aumentar  o grau de exigência de todos. Para os mais novos, o evento também serve para a participação dos pais e avós,  que acompanham, com desvelo, os seus educandos. Os prémios para vencedores das diversas categorias serão entregues na cerimónia comemorativa do dia do Patrono. Todos os participantes se encontram de parabéns.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  

(Artigo em construção!)